Vai produzir!

Depois de muitas discussões, escolhidos e preteridos, bochichos e picuinhas, o mundo literário parece estar voltando ao normal. Assisti pouco e de longe a levantes de indignados, textos exaltados de defesa e ataque, um tomando partido aqui, outra dando o troco lá e, no fim das contas, nada mudou.

Nada.

O tempo apenas passou e foi desperdiçado. Tempo esse que em breve vai dizer quem fica e quem vai, não adianta agora querer tirar conclusões, prever o futuro da literatura contemporânea com base em gosto pessoal. Quem já fez antologia sabe que tudo não passa de gosto pessoal, que literatura não tem fôrma nem fórmula e que os críticos também têm suas predileções. E seus prediletos. Isso não muda, nem mudará.

Nunca.

Por isso eu digo (para mim mesmo, inclusive), vai produzir! Vai encarar a página em branco do processador de texto com aquele risquinho irritante que não para de piscar, a folha de caderno e a caneta jogada na mesa ou seja lá o que você use para se expressar. Para fazer literatura. Preocupe-se em saber muito bem a língua portuguesa para poder desvirtuá-la, leia seus autores preferidos e também os desconhecidos, de vez em quando é bom. Dê chance àquela literatura que você passa longe, ao menos pare por um instante para saber por que aquele livro vendeu tanto, por que aquele outro recebeu palmas da crítica especializada. Veja outras artes, dê mais valor à poesia, converse com amigos tomando cerveja, vinho, café. Não deixe de saber o que está rolando, mas não perca tempo com tititis.

E vai produzir!

3 Comentários Vai produzir!

  1. Soraya Felix 8 de agosto de 2012 at 09:23

    Petê, é isso. Seu post é um resumo bem feito do que realmente importa, do que realmente vale. Debates, firulas sobre “o que é- o que será literatura” não é nada frente a uma folha em branco. Lindo! Parabéns.

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *