Pra você

onça bebendo água
nas margens claras
da tua íris

(José de Carvalho, Destas Águas.)

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *