Planos

Antes os planos eram ter algo juntos, construir…

Antes os planos eram sérios, sisudos. Não tinha leveza, nem humor.

Antes ficou pra trás tão rápido quanto a lembrança cinza dos planos sem carinho.

Agora os planos são outros. Se encontrar no fim de semana, curtir um cineminha.

Agora o olhar é outro, mas leve, mais claro.

Agora a vontade é de estar junto, seja num ponto de ônibus, seja debaixo das cobertas, seja num bar com amigos.

São planos imediatos, que plantam o futuro devagar.

Sem pressa, sem medo.

Com um só desejo.

Viver.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *