Toque

Rostos

Um contra o outro
colados
suados
Como devem estar
depois do beijo
Das mãos que
se entrelaçam
nas costas e tocam
a carne arrepiada

Corpos
juntos num só
quentes
Ponto de fervura
Derrama
Ama

Êxtase

Silêncio dos corpos
Silêncio sussurrado
Silêncio suspirado
do sorriso maroto

Desfaço-me em mil eus para tocar os mil vocês que se espalham em cheiros e sensações pelo meu quarto frio.

1 Comentário Toque

  1. Tiago 24 de maio de 2007 at 03:18

    Petê…
    O blog ficou legal com esse tom cinza! curti!
    E o texto, embora pareça quente, é ótimo… vc tem talento e vai longe!
    Abçs!

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *